Importância do cloreto de magnésio: O magnésio produz o equilíbrio mineral, anima os órgãos em suas funções (catalisadoras), como os rins para eliminar o ácido úrico nas artroses, descalcifica até as finas membranas nas articulações e as escleroses calcificadas, para evitar enfartes, purificando o sangue, vitaliza o cérebro, devolve ou conserva a juventude, até alta idade. É necessário para o metabolismo do cálcio, da vitamina C, do fósforo, do sódio e do potássio. É indispensável para o funcionamento eficaz dos nervos e dos músculos. É conhecido como o mineral anti-stress, que combate a tensão nervosa. O magnésio é de todos o menos dispensável, como o professor na aula. Depois de 40 anos o organismo absorve menos magnésio, produzindo velhice e doenças. Por isso deve ser tomado conforme a idade: de 45 aos 55 anos ½ dose; dos 55 aos 70 ano, 1 dose de manhã; dos 70 aos 100 anos 1 dose de manhã e 1 dose à noite. Tomar diariamente, e de preferência em jejum. Atenção para pessoas da cidade com alimentos de baixa qualidade (refinados e enlatados), um pouco mais, e para as pessoas do campo um pouco menos. O magnésio, não cria hábito, mas deixá-lo perde a proteção. Não fugirá as doenças, as dores e ao desgaste natural, mas serão bem mais atenuados ou eliminados. A maioria, contudo se deixará levar pelo comodismo até doer, em vez de gozar de saúde radiante.

O magnésio não é remédio, mas alimento sem contra-indicação, é compatível com qualquer medicamento simultâneo. O adulto precisaria obter dos alimentos, o equivalente a 3 doses e, não o conseguindo, deveria complementa-los, a parte para não adoecer. Dificilmente, passará do limite, por isso as doses indicadas para aos de 45 a 100 anos, são as mínimas. Tomar as doses para uma doença só, e, as demais ficarão curadas ao mesmo tempo, pois o sal põe em ordem todo o corpo.

Preparo da solução: Dissolver numa jarra 100 gramas de cloreto de magnésio em 3 litros de água fria (filtrada ou fervida), (33g/L). Depois de bem misturado, colocar em recipientes de vidro e não de plástico, guardar na geladeira. A dose é de um copinho de café (45 ml), conforme a idade e necessidade.

O cloreto de magnésio não deve ser ingerido in natura, somente após diluído em água. Usar a solução num prazo não superior a 30 dias. O cloreto de magnésio deve ser tomado em intervalos de 2 a 3 meses entre cada litro de solução, por tempo indeterminado.

Não usar em pacientes portadores de insuficiência renal. Não usar durante o período de lactação. O cloreto de magnésio não deve ser usado em crianças.

O que ele pode fazer: É indicado no tratamento de formações orgânicas como bico de papagaio, nervo ciático, coluna, calcificação, surdez por calcificação e artrose. Auxilia no tratamento da próstata e achaques da velhice como rigidez muscular, câimbras, trêmulo, artérias duras e falta de atividade cerebral. Ajuda a combater à depressão. Ajuda a promover a saúde do sistema cardiovascular e ajuda na prevenção de ataques cardíacos. Ajuda a evitar depósitos de cálcio e formação de pedras nos rins e vesícula. Alivia a digestão.